Caminhões elétricos devem se adaptar aos frotistas, dizem fabricantes

Volta à discussão o debate em torno dos modelos de negócios que serão praticados no mercado brasileiro no segmento de veículos comerciais elétricos. Ao assunto, que corre em paralelo com o aperfeiçoamento de modelos de caminhões, principalmente, estão sendo agregados pontos de vista de clientes que já observam oportunidades de utilizar frota elétrica.

Leandro Siqueira, vice-presidente da Volkswagen Caminhões e Ônibus, disse durante o 9º Simpósio SAE de Veículos Elétricos e Híbridos, realizado por meio online na segunda-feira, 16, que o modelo de negócio para o e-Delivery, sua principal aposta no segmento leve, segue em processo de construção, de acordo com a aplicação dos clientes interessados no veículo:

«O que se pode perceber no momento é uma certa tendência em torno da customização, ou seja, o modelo de negócio precisa ter uma flexibilidade a ponto de se encaixar na operação do cliente e não o contrário».

(…) «A bateria é um item que gera muitas dúvidas e encarece o produto. Acredito que a bateria deverá compor uma espécie de pacote de energia que tornará viável o veículo comercial elétrico», disse Ieda Oliveira, CEO da Eletra. «Teremos de transformar a bateria em serviço com auxílio das empresas de energia, porque elas têm muito mais sinergia com a bateria do que o nosso cliente final, pois não é o negócio dele.»

A Eletra, afora os serviços de operação de transporte coletivo, realiza no Brasil o processo de transformação de veículos com motores a combustão em veículos elétricos, o retrofit. A modalidade de negócio é apontada pela empresa como alternativa barata no segmento comercial, embora compartilhe com as demais montadoras dos mesmos desafios que envolvem autonomia de energia e infraestrutura de recargas, por exemplo.

Clique aqui para ler a matéria completa na AutoData

Seminário debaterá soluções ambientais para gestão nas cidades
PREVIOUS POST
Salvador investe em ônibus elétrico
NEXT POST

Deja una respuesta

Your email address will not be published. Required fields are marked *