Airbus testa o seu táxi aéreo elétrico; veja outros 5 modelos

A Airbus – maior fabricante de aviões da Europa – testou com sucesso, no dia 31 de janeiro, o seu primeiro modelo de táxi aéreo elétrico autônomo.

O voo do Vahana (foto acima) foi rápido. Durou apenas 53 segundos, à altura máxima de 5 m, na cidade de Pendleton, no Oregon (noroeste dos Estados Unidos).

Mas o resultado foi bastante comemorado pelos técnicos.

O Vahana é a aposta da Airbus para o futuro mercado dos VTOLs (Vertical Take-Off and Landing), ou seja, os veículos que pousam e decolam na vertical.

Foi desenvolvido pela A³, a empresa de projetos avançados do grupo Airbus instalada no Vale do Silício, na Califórnia.

«Nossa meta é democratizar os voos pessoais, alavancando as últimas tecnologias em propulsão elétrica, armazenamento de energia e visão das nossas máquinas» – escreveu Zach Lovering, diretor executivo do projeto.

É um aparelho de 745 kg, 2,8 m de altura, 5,7 m de comprimento e 6,2 m de largura. Transporta um passageiro, em voos sob controle remoto.

Mas está longe de ser o primeiro, ou mesmo o mais interessante, projeto de VTOL em testes no mundo.

A ideia de um serviço de táxi aéreo, ou de transporte de carga, para os próximos quatro ou cinco anos tem excitado a imaginação de várias empresas.

Alguns exemplos:

1-Volocopter

É um drone gigante fabricado pela empresa de mesmo nome em Bruchsal, cidade no sudoeste da Alemanha.

Tem 18 motores, movimentados por nove baterias elétricas. Pode transportar dois passageiros, com autonomia de 30 minutos (27 km).

O primeiro teste oficial foi no dia 3 de dezembro de 2017.

2-Bell

A americana Bell Helicopter promete para 2020 o seu primeiro modelo de veículo aéreo híbrido.

Um protótipo do Bell Air Taxi (sem rotores ou hélices) foi apresentado em janeiro na CES 2018, a feira de tecnologia de Las Vegas.

A Bell e outras empresas associaram-se à Uber para lançar um serviço de táxi aéreo barato nos próximos três anos.

3-Boeing CAV

Principal concorrente da Airbus no mercado mundial de aviões, a americana Boeing lançou no dia 10 de janeiro o seu modelo de veículo aéreo autônomo de carga.

O Boeing CAV (cargo air vehicle) é um drone elétrico com oito motores e capacidade para 227 kg de carga.

Pesa 339 kg, tem 4,6 m de comprimento e 5,5 m de largura. Foi produzido pela Aurora Flight Sciences, empresa de drones recentemente adquirida pela Boeing.

4-Lilium Jet Eagle

O Eagle é um VTOL elétrico produzido pela Lilium, startup alemã com sede em Munique.

É um dos mais inovadores projetos em execução no mundo. Seu primeiro teste bem sucedido foi no final de abril de 2017.

É um aparelho ágil e moderno, para dois lugares, com autonomia de 300 km e velocidade de até 300 km/hora.

Seu ponto forte está no design, que abriga com elegância e funcionalidade um conjunto de 12 turbinas elétricas na frente e 24 atrás.

5-EHang 184

O EHang 184 é o mais promissor projeto de VTOL da China. Foi produzido por um fabricante de drones com sede em Guangzhou, no sul do país.

Transporta um passageiro, com autonomia de 23 minutos. É operado a partir de uma central de controle no solo.

Movimenta-se por quatro conjuntos elétricos de duas hélices cada, e chega a 100 km/h.

São Paulo apresenta plano de preservação da Mata Atlântica
PREVIOUS POST
Pressionada, Harley-Davidson lança moto elétrica em 2019
NEXT POST

Deja una respuesta

Your email address will not be published. Required fields are marked *