Em 2018, Portugal terá um eletroposto a cada 60 km

Portugal terá um eletroposto a cada 60 km em 2018, anunciou o ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, no início do mês.

Os novos postos previstos para janeiro permitirão cobrir praticamente todo o país de 92 mil km² com uma rede de 1.300 pontos de apoio à mobilidade elétrica.

No dia 3, o ministro participou da cerimônia de entrega de 127 veículos elétricos, ou 30% da frota, para a empresa nacional de saneamento Águas de Portugal (AdP).

A AdP anunciou que instalará, nas próximas semanas, mais 137 postos de recarga alimentados por painéis solares em suas 12 estações de tratamento de água em todo o país.

Esses postos – que poderão abastecer qualquer veículo elétrico – se somarão aos 1.250 da Mobi-E, empresa que administra a principal rede de eletropostos de Portugal.

INCENTIVOS

A Estratégia Nacional para a Mobilidade Elétrica prevê cortar 14% das emissões de gás carbônico (CO²) do setor de transportes do país até 2020, e 26% até 2030.

O governo tem ampliado os incentivos aos veículos elétricos. Em 2017, concedeu um subsídio de 2.250 euros (R$ 8.681) para a compra de mil carros elétricos por particulares.

O subsídio será mantido para mais mil carros em 2018, disse o ministro do Ambiente.

Também em 2018, o Fundo Ambiental concederá um abono de 400 euros (R$ 1.543) para mil motocicletas elétricas compradas por particulares.

O governo também subsidiou a aquisição de 350 veículos elétricos para as frotas das empresas municipais e intermunicipais de saneamento, entre as quais a AdP.

Até o final do ano passado, a recarga nos eletropostos era  gratuita. A data do início do serviço remunerado ainda é incerta.

DHL já tem 5 mil vans elétricas para entrega rápida na Europa
PREVIOUS POST
Prepare-se: os veículos elétricos aéreos estão chegando
NEXT POST

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *