Eletra lança seu novo ônibus elétrico híbrido Dual Bus 15m

A Eletra lança nesta terça-feira, 24 de setembro, na Arena ANTP, em São Paulo, o Ônibus Elétrico Híbrido DualBus 15mum veículo inovador para o transporte público sustentável.

Com este lançamento, a Eletra confirma o foco em consolidar um produto nacional preparado para a realidade do mercado de ônibus urbano da América Latina.

O Dual Bus 15mé um veículo em que todos os seus componentes – chassi, carroceria, motor elétrico e, principalmente, baterias – estão disponíveis no Brasil e garantidos por empresas com estrutura de assistência técnica em todo o continente latino-americano.

A Eletrabusca assegurar resultados positivos a médio e longo prazos para os operadores do transporte público: alta eficiência, disponibilidade local de assistência/reposição de peças e ônibus elétricos com vida útil garantida de 20 anos.

O Dual Bus 15m é a soma da tecnologia de tração elétrica Eletra com a qualidade dos componentes Moura by Xalt e WEG, líderes da indústria nacional de eletromobilidade.

Completam esse grupo nacional a Marcopolo (carroceria) e a MAN (chassi low-entry 15m), empresas de referência no mercado mundial de ônibus.

AUTONOMIA

O Dual Bus 15m é um veículo de tração elétrica alimentado por duas fontes de energia – banco de baterias e grupo motor-gerador – que podem operar em modo conjunto ou independente.

É solução ideal para atender a Zonas de Emissão Zero nas cidades, com ampla autonomia e sem necessidade de infraestrutura de recarga.

Além disso, a qualquer momento da vida útil do Dual Bus, a tecnologia Eletra permite a troca do motor-gerador por um banco de baterias com maior capacidade, possibilitando a conversão de ônibus elétrico híbrido para ônibus elétrico puro.

O Dual Bus 15mroda em dois modos distintos, a critério do operador de transporte.
No Modo Híbrido, o sistema de tração elétrica recebe energia tanto do motor-gerador (que pode ser a diesel ou a biocombustível) quanto do conjunto de baterias.

No Modo Elétrico, o motor-gerador é desligado e o veículo roda apenas com a carga das baterias, com autonomia de até 25 km por volta.

O desligamento pode ser acionado pelo condutor ou por um sensor GPS na via pública – por exemplo, quando o veículo entrar numa Zona de Emissão Zero. A alternância de modos se repete várias vezes, conforme o perfil da operação.

Durante a operação, as baterias são continuamente recarregadas pela tecnologia de frenagem regenerativa (KERS), podendo também ter a contribuição do motor-gerador.
Essa versatilidade permite ao veículo rodar em diferentes ambientes urbanos, aproveitando o máximo das tecnologias híbrida e elétrica. Sem carregadores nas garagens e sem recargas de oportunidade.

POLUIÇÃO

No Modo Híbrido, o motor-gerador trabalha em rotação constante (estacionário) e na melhor curva de eficiência para o mínimo de consumo e de emissões.

Na comparação com um ônibus similar convencional, o Dual Bus Hibrido Elétrico 15m tem um consumo de diesel 28% inferior e emite na atmosfera 95% a menos de material particulado (MP) e 30% a menos de gás carbônico (CO²).

E a qualquer momento o mesmo veículo pode transformar-se num ônibus 100% elétrico, com emissão zero de poluentes.

O retrofit do Modo Híbrido para o Modo Elétrico Puro também fica a critério do operador. Basta trocar o motor-gerador a combustão por mais baterias, sem qualquer mudança no motor elétrico, nos sistemas de tração ou outros componentes.

ELETRA

A Eletraé uma empresa nacional fundada em 1999 em São Bernardo do Campo (SP). É pioneira no desenvolvimento de tecnologia de tração elétrica no Brasil.
 
Fabrica ônibus elétricos a bateria, ônibus híbridos e trólebus de última geração.
 
Oferece também serviços de retrofit para transporte de carga (conversão de caminhões a diesel em veículos de tração elétrica ou híbrida).
 
Já em 1999, a Eletra fabricou o primeiro ônibus elétrico híbrido do Brasil – uma novidade tecnológica mundial reconhecida em San Francisco (EUA) com o prêmio The World Technology Awards 2003, o Oscar da tecnologia internacional.
 
Em 2013, lançou o e-Bus, o primeiro ônibus 100% elétrico produzido no país. 
 
Em 2017, a participou diretamente da concepção e produção do primeiro caminhão elétrico mundial da Volkswagen/MAN, em parceria com a WEG.
 
Em 2019, associou-se à Moura para fabricar ônibus brasileiros de baixa emissão com baterias elétricas comercializadas no Brasil.
 
MOURA
 
Líder de mercado na América do Sul, o Grupo Moura nasceu em 1957, na cidade de Belo Jardim (PE), concretizando o sonho dos empreendedores Edson Mororó Moura e sua esposa, Conceição Moura.
 
Voltada inicialmente para o ramo automotivo, a Moura ampliou a sua atuação e hoje produz baterias e sistemas de acumulação de energia para as mais diversas aplicações: motos, barcos, empilhadeiras, nobreaks, metrôs, trens, estações de telefonia, sistemas de armazenagem, entre outros.
 
Com 6 mil colaboradores em sete plantas industriais – seis no Brasil e uma na Argentina –, a Moura fabrica cerca de 10 milhões de baterias por ano.
 
WEG
 
Fundada em 1961 em Jaraguá do Sul (SC), a WEG é uma empresa global de equipamentos eletroeletrônicos, com instalações industriais em 12 países e 30 mil colaboradores em todo o mundo.

Em 2018, teve faturamento líquido de R$ 11,9 bilhões, a maior parte em vendas no exterior.
 
A WEG oferece soluções em máquinas elétricas, automação e tintas para setores como infraestrutura, siderurgia, papel e celulose, petróleo e gás, mineração e eletromobilidade.
 
Apresenta uma linha completa de produtos para mobilidade elétrica: sistemas de propulsão (power train) para veículos grandes e pesados, inversores de alta eficiência e baixo peso e uma nova família de estações de recarga, com os modelos Wall (casas e condomínios), Parking (áreas públicas e shoppings) e Station (recargas rápidas), com potência entre 7,4 kW e 150 kW.
 
LANÇAMENTO DO DUAL BUS 15M ELETRA
Arena ANTP-Congresso Brasileiro de Mobilidade Urbana
24 A 26 de setembro de 2019
Associação Nacional de Transporte Público
Transamérica Expor Center-Pavilhão C
Avenida Dr. Mário Vilas Boas Rodrigues, 387, Santo Amaro, São Paulo – SP

A vida útil dos ônibus elétricos é importante para as políticas públicas?
ANTERIOR
Qual é o peso da assistência técnica na escolha de um veículo elétrico?
PRÓXIMO

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *