Observatório do Clima lança novo relatório de emissões no Brasil

O Observatório do Clima lança nesta semana em São Paulo seu sexto relatório de emissões de gases do efeito estufa (GEE) no Brasil, com dados atualizados de 1970 até 2017.

A novidade deste ano será a apresentação da primeira estimativa de emissões de GEE por município, para todo o Estado de São Paulo.

O 6º Seminário Nacional de Emissões de Gases do Efeito Estufa começará às 13h30 de quarta-feira (21/11), na Fundação Getúlio Vargas (Rua Itapeva, 432, 4ºandar, São Paulo). Inscrições aqui.

Às 16h30, haverá debate sobre o futuro da política do clima no Brasil, com participação prevista dos ex-ministros do Meio Ambiente Marina Silva, José Goldemberg e José Sarney Filho, e da presidente do Ibama, Suely Araújo.

O debate promete ser animado e bastante crítico ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, que toma posse em janeiro.

No dia 15, por exemplo, uma nota oficial da coordenação do Observatório (o engenheiro florestal André Ferretti) tinha considerado “estarrecedora” a escolha do embaixador Ernesto Araújo como futuro chanceler.

“Sua nomeação contraria uma longa tradição da política externa brasileira e traz o risco de tornar o Brasil um anão diplomático e um pária global” – diz o texto.

BASE DE DADOS

O conjunto de relatórios do Sistema de Estimativas de Emissões de Gases do Efeito Estufa (SEEG), compilado pelo Observatório do Clima, é provavelmente a mais detalhada base de dados sobre o tema no Brasil.

O novo relatório será debatido às 15h por seus autores: Ane Alencar (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia-IPAM), Íris Coluna (Governos Locais pela Sustentabilidade-ICLEI), Ciniro Costa Jr. (Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola-Imaflora) e David Tsai (Instituto de Energia e Meio Ambiente-IEMA).

O Observatório do Clima é uma rede de organizações civis, centros de pesquisa científica e empresas vinculadas à agenda da sustentabilidade ambiental e ao estudo das mudanças climáticas. 

Foi criado em 2002, na FGV de São Paulo, com participação de 26 entidades. 

Ver programação completa.

 

 

 

 

CPFL projeta 80 mil eletropostos no Brasil até 2030
ANTERIOR
Câmara de São Paulo fará homenagem a Paulo Saldiva no dia 5
PRÓXIMO

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *