Veículos elétricos: Eletra é destaque no ‘Jornal Nacional’; veja íntegras

A diretora da Eletra Iêda de Oliveira é um dos destaques da série de reportagens sobre veículos elétricos apresentada pelo “Jornal Nacional”, da Rede Globo, no final de julho (ver íntegras abaixo). 

Ela previu que a cidade de São Paulo terá entre 5 e 6 mil ônibus elétricos e híbridos em circulação nos próximos seis anos (40% da frota total), graças à nova lei ambiental 16.802/2018.

O “JN” exibiu também veículos produzidos com tecnologia de tração elétrica da Eletra, como os trólebus da empresa Ambiental, no centro de São Paulo, os ônibus elétricos da Metra, no Corredor ABD, e o protótipo do caminhão elétrico e-Delivery, da Volkswagen/MAN. 

Falando como vice-presidente da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), Iêda foi entrevistada pelo repórter André Trigueiro no segundo capítulo da série, que foi ao ar no dia 25 de julho.

Iêda ao “Jornal Nacional”: ônibus elétrico é solução para transporte nas cidades

‘CAMINHO SEM VOLTA’

A diretora da Eletra destacou o momento favorável aos ônibus elétricos a partir da Lei 16.802, sancionada em janeiro pelo então prefeito João Doria, e da licitação lançada em abril pela Prefeitura para renovar os contratos com as empresas de transporte.

“Você vai ter a renovação do contrato baseada numa lei que também prevê metas de emissão. Esse é o grande ‘combustível’ que se tem hoje a favor dos elétricos na cidade de São Paulo. Acho que esse é um caminho sem volta para as grandes metrópoles do Brasil e do mundo”.

O repórter André Trigueiro foi na mesma linha. “São Paulo deu um passo importante nessa direção” – afirmou, sobre o papel da nova legislação ambiental para o combate à poluição nos centros urbanos.

A lei prevê um corte de 50% das emissões de gás carbônico (CO²) dos ônibus e dos caminhões de lixo paulistanos nos próximos dez anos, e de 100% das emissões de todos os principais poluentes em 20 anos (CO² e também material particulado e óxidos de nitrogênio).

Diante desse cenário, Trigueiro perguntou: “Qual é a sua previsão para a expansão da frota de ônibus elétricos no município de São Paulo?”

“A gente tem uma expectativa de 40% nos próximos seis anos” – respondeu Iêda.

e-Bus 100% elétrico da Metra, no Corredor ABD: emissão zero de poluentes

SAÚDE

O “Jornal Nacional” também entrevistou Manfred Peter Johann, diretor da Unidade de Automação da WEG, empresa brasileira que fornece os motores elétricos dos veículos da Eletra, e Clarisse Cunha Linke, diretora do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP).

Ambos previram que a transição dos motores a combustão para motores movidos a energias de baixo carbono é irreversível e chegará a todos os veículos, não apenas aos ônibus.  

Outro entrevistado, o professor Paulo Saldiva, pesquisador do Instituto de Estudos Avançados da USP, afirmou que os índices de poluição do ar de São Paulo chegam ao dobro do limite previsto pela Organização Mundial da Saúde. 

“Esse excesso corresponde a uma redução da expectativa de vida de três anos e meio” – disse Saldiva, autor de estudos pioneiros no Brasil sobre os efeitos da poluição atmosférica para a saúde pública das grandes metrópoles.

A série do “Jornal Nacional” sobre veículos elétricos é o resultado de nove meses de trabalho do repórter e colunista André Trigueiro, também editor do programa “Cidades & Soluções”, da Globo News, com produção e edição do jornalista Helton Setta.

As cinco reportagens da série começaram no dia 24 de julho, com a notícia da inauguração de seis eletropostos na Via Dutra que permitirão a recarga de veículos elétricos ao longo dos 434 quilômetros entre São Paulo e Rio de Janeiro, e terminaram no dia 28, com uma matéria sobre os veículos elétricos no mundo. 

ÍNTEGRAS

Série sobre veículos elétricos- 1/5 (“Jornal Nacional”, 24/07/18):

Veículos elétricos -2/5 (“JN”, 25/07/18):

Veículos elétricos – 3/5 (“JN”, 26/07/18):

Veículos elétricos – 4/5 (“JN”, 27/07/18):

Veículos elétricos – 5/5 (“JN”, 28/07/18):

Eletra apresenta Dual Bus na feira Lat.Bus & Transpúblico
ANTERIOR
‘Ônibus elétrico: mais valor ao negócio de transportar pessoas’
PRÓXIMO

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *