Bruno Covas deve manter equipe de Doria até dezembro

O novo prefeito de São Paulo, Bruno Covas, assumiu o cargo nesta sexta (6/4) numa cerimônia discreta e sem declarações, mas com o compromisso de manter os principais nomes do secretariado de João Doria até dezembro.

“Montamos um time de excelência que permanecerá em campo, agora sob a liderança de Bruno Covas, para cumprir as metas que farão a nossa cidade continuar acelerando” – disse Doria, num vídeo divulgado no Facebook.

Um dos que deverão permanecer no posto pelo menos até o final do ano é o secretário de Mobilidade e Transportes Sergio Avelleda.

Sua principal tarefa será concluir a licitação para renovar os contratos com as empresas de transporte público, dando início à troca dos ônibus a diesel por veículos elétricos e híbridos.

O único secretário a afastar-se da Prefeitura foi Cláudio Carvalho (Administrações Regionais), amigo próximo de Doria.

PORTAS FECHADAS

A transferência do cargo para o vice-prefeito Bruno Covas ocorreu numa reunião a portas fechadas na Prefeitura, na presença apenas dos secretários, vereadores da base governista, familiares e assessores, sem jornalistas.

Covas assinou o termo de posse (foto) ao lado do presidente da Câmara Municipal, vereador Milton Leite (DEM).

Aos 38 anos, que comemora neste sábado (7/4), torna-se o prefeito mais jovem de São Paulo desde a volta das eleições diretas nas capitais do país, em 1985.

Doria renunciou a seu mandato apenas 15 meses depois da posse, no último dia do prazo legal para concorrer à eleição de governador do Estado pelo PSDB.

No Facebook, 0 ex-prefeito fez um balanço de sua gestão e, ao final, procurou justificar a renúncia, na contramão das reiteradas promessas que fez de cumprir o mandato até o final.

“Respeito o sentimento de quem desaprova a minha saída da Prefeitura. Confesso: foi uma decisão muito difícil”.

Argumentou que “é fundamental que a Prefeitura e o Governo do Estado de São Paulo estejam alinhados e trabalhando juntos”.

Defendeu “sinergias” nas áreas de saúde, educação, segurança pública, habitação e transporte.

PR terá primeira eletrovia com dez postos de recarga elétrica
PREVIOUS POST
Bruno Covas afasta Avelleda da Secretaria de Transportes de SP
NEXT POST

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *