SP quer empresas de outros estados na licitação dos ônibus

O secretário de Transportes da cidade de São Paulo, Sergio Avelleda, iniciou na sexta-feira (19/01), um “road show” sobre o edital  que fixa as regras para renovar os contratos entre a Prefeitura e as empresas de ônibus.

O objetivo é atrair empresários de outros estados para a licitação prevista para este ano e aumentar a concorrência com os tradicionais proprietários das empresas paulistanas.

Na sexta, Avelleda apresentou o edital à Associação das Empresas de Transporte Público e Coletivo do Distrito Federal, em Brasília. Também se reuniu com representantes do Banco Mundial.

O edital foi divulgado no dia 20 de dezembro. Ele fixa metas inéditas de controle da poluição emitida pelos 15 mil ônibus municipais e cria as condições para a transição da frota a diesel para veículos elétricos e híbridos.

PELO BRASIL

Outros dirigentes da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes de São Paulo também estão em viagem pelo Brasil.

O presidente da SPTRans, José Carlos Martinelli, terá reuniões com empresários de transporte de Salvador, nesta terça (22/01). Na quarta (23/01), estará em Recife.

Também no dia 23, Avelleda estará em Curitiba. No dia 30, o secretário-adjunto, Irineu Gnecco Filho, apresentará o edital em Porto Alegre.

“Essa é mais uma iniciativa para garantir a transparência do processo e a ampla participação dos empresários brasileiros nessa que é considerada a maior licitação de transportes públicos do mundo”. disse Avelleda.

“Pretendemos dar conhecimento e provocar interesse de outras empresas do Brasil a participar da licitação de São Paulo e, com isso, ampliar a competitividade”.

O edital com as regras da licitação era esperado desde o final de 2013, quando venceram os últimos contratos.

Por vários motivos políticos e legais, ele não foi lançado durante a gestão do prefeito Fernando Haddad. Desde 2013, os contratos têm sido renovados em caráter emergencial.

NOVA LEI

Na gestão João Doria, o edital foi finalmente divulgado no dia 20 de dezembro, uma semana depois que a Câmara Municipal aprovou uma nova lei ambiental, já sancionada pelo prefeito.

O edital ficará em consulta pública até o dia 3 de fevereiro. Segundo Avelleda, a versão final deverá ser publicada em março.

Se não houver atrasos, a expectativa da Secretaria é que as propostas das empresas interessadas comecem a ser apresentados em maio, e os primeiros contratos sejam assinados a partir de junho.

Doria sanciona lei ambiental com veto à inspeção veicular
PREVIOUS POST
Noruega quer voos domésticos só com avião elétrico até 2040
NEXT POST
  1. Alcides José Fagundes filho says:

    Quais empresa estão interessadas em operar os ônibus na capital Paulista?

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *