Frota mundial de elétricos pode chegar a 5 milhões em 2018

A frota de veículos elétricos e híbridos chegou a 3 milhões em todo o mundo, no final de 2017, e pode alcançar 5 milhões em 2018.

Os números são da EV Volumes, empresa com sede na Suécia que acompanha o mercado global de automóveis, ônibus e utilitários elétricos.

Os dados de vendas e as projeções das indústrias dos principais países mostram que o mercado mundial de veículos elétricos já cresce à média de um milhão de unidades/ano, e está em rápida aceleração.

As estimativas da EV Volumes são compatíveis com as previsões do respeitado Instituto Internacional de Energia (IEA), órgão de pesquisa vinculado à OCDE.

Segundo a consultoria sueca, a frota elétrica mundial deve ter chegado aos 3 milhões de veículos em novembro de 2017.

CHINA E ÍNDIA

Mais uma vez, o mercado foi puxado pela China, que por três anos seguidos (desde 2015) supera os Estados Unidos como o principal produtor mundial de veículos elétricos.

A aceleração do mercado em 2018 será o resultado de um amplo leque de incentivos governamentais à troca de combustíveis fósseis por renováveis na Europa, China e Índia.

Esses incentivos cresceram depois do Acordo de Paris de 2015 (Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas), assinado por 195 países.

Mesmo a saída dos Estados Unidos do Acordo, anunciada pelo presidente Donald Trump em junho de 2017, não deverá afetar a expansão planetária da mobilidade elétrica.

A liderança mundial do mercado passou para a China, com seu radical programa de despoluição das grandes cidades e substituição das frotas movidas a combustíveis fósseis por veículos elétricos.

Segundo a EV Volumes, as maiores frotas elétricas estão (em ordem decrescente) na China, Estados Unidos, Japão, Noruega, Holanda e Reino Unido.

Mas França e Índia avançam rapidamente. A França já anunciou a abolição da venda de todos os veículos movidos a combustíveis fósseis até 2040.

E a Índia deverá ser responsável por 30% do aumento do mercado de veículos elétricos nos próximos 20 anos, segundo o Instituto Internacional de Energia.

Até 2040 – diz o IEA – o mercado global de elétricos será liderado pela China, Europa e Índia, com os Estados Unidos em quarto lugar.

Cidade chinesa entra em 2018 com 100% de ônibus elétricos
PREVIOUS POST
Pequim instala 112 mil postos para carga de veículos elétricos
NEXT POST

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *