SPTrans debate pesquisa sobre transporte público na Câmara

A gerente de pesquisa com usuários da SPTrans, Cristina Borges, elogiou nesta quarta (25/10) a mais recente pesquisa Ibope sobre o transporte público paulistano, mas divergiu da metodologia empregada.

A pesquisa foi debatida em audiência pública na Câmara Municipal de São Paulo, convocada pela Comissão de Transportes.

Os resultados apontaram queda expressiva nas notas de satisfação dos paulistanos com seu sistema de transporte, em relação aos números de 2016 (leia aqui).

DIFERENÇAS

Segundo a gerente da SPTrans, a pesquisa apresenta “dados importantes”, que serão avaliados pelo órgão gestor do transporte público da Prefeitura de São Paulo.

Mas ela ressaltou que as pesquisas internas conduzidas pela SPTrans indicam alguns resultados diferentes daqueles apurados pelo Ibope.

“São dados importantes, embora a nossa metodologia seja diferente, já que nós fazemos pesquisas apenas com os usuários de transporte. O campo deles (do Ibope) é um pouco mais aberto”, disse Cristina.

A Pesquisa de Mobilidade Urbana 2017 do Ibope Inteligência entrevistou 1.603 paulistanos com pelo menos 16 anos, entre os dias 27 de agosto e 11 de setembro.

A pesquisa registrou os piores resultados desde o início da série histórica, há uma década, em quase todos os quesitos.

LICITAÇÃO

De 1 a 10, por exemplo, a nota dada ao item “transporte público de uma maneira geral” (que inclui metrô e trens, e não apenas os ônibus municipais) ficou em 3,8 em 2017, contra 5,1 no ano anterior.

A pesquisa foi encomendada e divulgada no último dia 4 de outubro pelas organizações não governamentais Cidade dos Sonhos e Rede Nossa São Paulo.

Para o presidente da Comissão de Transportes da Câmara, vereador Senival Moura (PT), a próxima licitação da Prefeitura sobre os serviços de transportes terá de corrigir as falhas apontadas.

“A qualidade do sistema de transporte tem de evoluir, e isso vai melhorar com a nova licitação, deixando claro que é necessário mais investimento e que a tarifa para o usuário de ônibus na cidade de São Paulo é muito alta” – disse ele.

Nova reunião sobre ônibus limpos termina sem acordo
PREVIOUS POST
12 cidades do mundo definem meta para ônibus limpos
NEXT POST
  1. Junior says:

    Acho extremamente importante as pesquisas feitas para melhorar o transporte, a população necessita da ciência e da tecnologia para se locomover.

    http://bilheteunicoestudante.blogspot.com.br/p/sptrans-onibus.html

Deixe uma resposta para Junior Cancelar resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *