ABVE convida Doria a conhecer os elétricos brasileiros

26 abril 2017
Comentários 0
26 abril 2017, Comentários 0

A Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE) defendeu a participação dos veículos elétricos e híbridos fabricados no Brasil na futura licitação que renovará o transporte público paulistano.

Em nota oficial divulgada no dia 25/4/17, a ABVE reiterou o convite ao prefeito João Doria para conhecer os modelos de ônibus movidos a combustível  limpo (não fóssil) já produzidos por empresas brasileiras.

A manifestação da ABVE ocorreu um dia depois que o prefeito reuniu-se em seu gabinete com o ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger (foto), a quem teria pedido apoio para trazer ônibus elétricos dos Estados Unidos para o transporte paulistano.

“Empresas como BYD, Eletra e Volvo, todas filiadas à ABVE, já produzem e comercializam ônibus elétricos e híbridos de alto desempenho no Brasil, e poderiam atender de imediato uma demanda para a cidade de São Paulo” – diz a nota.

Leia a íntegra:

A Associação Brasileira do Veículo Elétrico vem a público manifestar seu posicionamento em defesa das políticas governamentais que estabeleçam metas de renovação de frota com veículos de baixa emissão de poluentes.

A ABVE entende que a futura licitação para renovar os contratos entre a Prefeitura Municipal de São Paulo e as empresas de ônibus concessionárias do transporte – cujas regras serão divulgadas nas próximas semanas – é vital para assegurar uma nova matriz de combustível no transporte público.

Ajustar um novo cronograma para incorporar os veículos não poluentes, dentro da Lei de Mudança do Clima do Município de São Paulo (14.933/2009), e criar regras na licitação para sua real implementação  são medidas que tornarão possível a necessária conversão da maior frota de ônibus do País para combustíveis limpos (não fósseis).

No início de abril, o prefeito João Doria e o secretário de Transportes Sergio Avelleda viajaram à Coreia do Sul para conhecer novas tecnologias de transporte público. Na ocasião, o prefeito disse ter convidado a Hyundai a instalar uma fábrica de ônibus elétricos em São Paulo.

A iniciativa é louvável sob todos os aspectos, mas empresas como BYD, Eletra e Volvo, todas filiadas à ABVE, já produzem e comercializam ônibus elétricos e híbridos de alto desempenho no Brasil, e poderiam atender de imediato uma demanda para a cidade de São Paulo.

No último dia 24 de abril, em reunião em São Paulo com Arnold Schwarzenegger, o prefeito João Dória disse ter pedido apoio do ex-governador da Califórnia para trazer ao Brasil veículos elétricos capazes de contribuir para a sustentabilidade ambiental do transporte público.

A ABVE tem procurado as autoridades municipais exatamente para apresentar as soluções tecnológicas já disponíveis no mercado brasileiro.

A ABVE tem plena consciência das dificuldades econômicas enfrentadas pela Prefeitura e sabe que a meta de renovação total da frota de ônibus para uma matriz de combustível não fóssil enfrentará resistências e precisará de tempo e investimentos.

Mas considera que o momento é de ousar e avançar na agenda da sustentabilidade ambiental, por meio de um cronograma prudente, gradual e contínuo de mudança da matriz energética do transporte público.

A ABVE já apresentou para a SVMA e SMT proposta realista para renovação da frota municipal e defende um diálogo franco e transparente sobre tais temas. Não cabem mais retrocessos nessa matéria.

A entidade saúda e a apoia o esforço da Prefeitura de informar-se sobre as melhores experiências mundiais de transporte público. Por isso mesmo, renova o convite à Administração Municipal para conhecer em detalhes o que as empresas brasileiras de ônibus elétricos e híbridos podem oferecer a São Paulo.

A Administração poderá constatar que muito do que há de melhor no mundo em matéria de transporte público sustentável já é produzido e comercializado aqui mesmo no Brasil e no Estado de São Paulo.

Ricardo Guggisberg
Presidente da Associação Brasileira do Veículo Elétrico-ABVE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *